Notícias

Rivaldo Neto

Fernando de Noronha é patrimônio Cultural do Brasil

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, reunido na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Brasília, aprovou, nesta quinta-feira, por unanimidade, o tombamento do Conjunto Histórico do Arquipélago Fernando de Noronha. É reconhecimento ao seu valor histórico e cultural. Com a decisão, as fortificações e o conjunto urbano da Vila dos Remédios, incluindo algumas de suas edificações históricas, passam a ser Patrimônio Cultural do Brasil. Dotado de atributos naturais excepcionais, Fernando de Noronha, em Pernambuco, permeia o imaginário de turistas em todo o mundo. Considerado um paraíso brasileiro, o arquipélago, além de ser destino de viagens, também é abrigo das memórias, das histórias, das tradições e das narrativas que contribuem para formação da identidade cultural do País. Fazem parte do Conjunto Histórico do Arquipélago de Fernando de Noronha o Sistema Fortificado, composto pelos Fortins de Santo Antônio, de Nossa Senhora da Conceição, de São Pedro do Boldró…

Compartilhe

Visual Hunt

São João na Casa da Cultura garante a tradição junina

Uma festa da verdadeira tradição junina. Quer uma amostra do que é o São João de Pernambuco? Pois então programe-se para conferir as atrações do São João da Casa da Cultura, promovido pelo Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura e da Fundarpe. Os shows acontecem até amanhã (23), sempre a partir das 11h. Todos os anos, o espaço cultural público é endereço certo para as mais variadas manifestações da cultura popular desta época: quadrilha, coco, ciranda, pífano, bacamarte e forró pé-de-serra. Os shows, todos gratuitos, acontecem no interior da Casa, o que promove uma interação ainda maior dos artistas e da música com o público. “O São João da Casa da Cultura já é uma programação tradicional do nosso período junino. As pessoas comparecem e prestigiam porque sabem que é garantia de uma boa programação, alinhada ao que de fato representa nossas tradições. É uma mostra que também fortalece…

Compartilhe

Pixabay

Refluxo gastroesofágico é um fator de risco para doença rara

Entre os desafios enfrentados pela medicina encontra-se o do diagnóstico das chamadas doenças raras, que costumam apresentar sintomas confundidos com os de outras doenças mais prevalentes. As doenças raras são assim denominadas por afetarem um pequeno número de pessoas – se comparado à população geral – no entanto, as mais de 7.000 doenças desse tipo afetam aproximadamente entre 5% e 10% da população mundial[i]. Dentre elas está a Fibrose Pulmonar Idiopática, ou FPI, que atinge entre 14 e 43 pessoas em cada 100.000 no mundo[ii]. Trata-se de uma doença progressiva, sem cura e de causa desconhecida, que tem seus principais sintomas, como tosse seca, cansaço e falta de ar, frequentemente confundidos com sinais de envelhecimento, uma vez que atinge principalmente a população idosa[iii]. A doença é mais observada em homens do que em mulheres e seu diagnóstico é desafiador, a respeito do qual o Dr. Adalberto Rubin, pneumologista da Santa…

Compartilhe

Pixabay

Plano Nacional de Educação completa três anos com apenas 20% das metas cumpridas

Após três anos de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE), apenas seis das 30 metas e estratégias que deveriam ter sido cumpridas até 2017 foram alcançadas total ou parcialmente. O número representa 20% do total, o que significa que quatro em cada cinco metas não foram atingidas. O balanço é do Observatório do PNE (OPNE), uma plataforma formada por 24 organizações parceiras, coordenada pelo movimento Todos Pela Educação. O PNE é uma lei federal, sancionada em 2014, que prevê metas para melhorar a qualidade do ensino brasileiro em um prazo de dez anos, desde a educação infantil até a pós-graduação. As estratégias preveem aumento do investimento, melhorias em infraestrutura e valorização do professor. O texto estabelece 20 metas para serem cumpridas até 2024, das quais oito têm prazos intermediários, que já venceram. A lei também aponta 254 estratégias relacionadas a cada uma das metas e 14 artigos que definem…

Compartilhe

Visual Hunt

Confira algumas regras para uso de fogos de artifício

Junho é o mês em que festas tomam o Brasil para homenagear São João, Santo Antônio e São Pedro. Com origem na Europa, os festejos juninos e a culinária foram incorporados aos costumes dos povos indígenas e negros. Já os fogos de artifício, que embelezam a celebração, foram trazidos pelos chineses. Apesar da tradição, o uso de fogos pode ser perigoso. Um levantamento da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) constata que os acidentes com fogos de artifício triplicam no mês de junho devido às brincadeiras com fogueiras e fogos armazenados ou manuseados de forma equivocada ou irresponsável. Além dos traumas ortopédicos, são registrados nas emergências dos hospitais, neste período do ano, aumento dos casos de queimaduras, comprometimento das córneas, perdas de visão, lesões auditivas e até mortes. A Bahia foi o estado com o maior número de casos em quatro anos, com 296 registros, seguido por São Paulo…

Compartilhe

Aluísio Moreira/SEI

Paulo Câmara sanciona Lei que cria o Fundo Especial de Amparo aos Municípios Atingidos pelas Chuvas

Para que o Governo de Pernambuco possa garantir respostas cada vez mais rápidas aos municípios da Mata Sul e do Agreste que foram fortemente atingidos pelas chuvas do último mês, o governador Paulo Câmara criou o Fundo Especial de Amparo aos Municípios Atingidos pelas Chuvas – FAMAC, que será vinculado à Secretaria Especial da Casa Militar – órgão gestor. Sancionada ontem (21.06) pelo chefe do Executivo estadual, a Lei publicada no Diário Oficial irá executar ações de reconstrução das áreas decretadas em situação de Emergência, visando o restabelecimento da situação de normalidade dos municípios. Os recursos do FAMAC que serão utilizados no enfrentamento aos efeitos das enchentes serão provenientes de doações, auxílios, subvenções e outras contribuições de pessoas físicas ou jurídicas, bem como de entidades e organizações, públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras. De acordo com a Lei, os fundos arrecadados serão aplicados, exclusivamente, para a realização de despesas de…

Compartilhe

Visual Hunt

Sítio da Trindade recebe grandes atrações neste fim de semana junino

Pode engomar a camisa quadriculada. A partir de hoje (22), o Sítio da Trindade vai ficar estrelado, com o início dos shows de grandes artistas da cultura nordestina no principal palco da programação montada pela Prefeitura do Recife para celebrar os santos juninos. O arrasta-pé vai ser dos bons e só acaba no domingo (25). Ivan Ferraz, Quinteto Violado, Petrício Amorim, Irah Caldeira e Josildo Sá farão a estreia do arraial do Sítio, nesta quinta-feira, a partir das 18h. Na sexta, o forró segue animado com Josildo Sá, Caju e Castanha, Climério de oliveira, Maciel Salu, Azulão e Silvério Pessoa. Sábado tem mais. Além dos homenageados do Ciclo Junino 2017, Cristina Amaral e Edmílson do Pífano, se apresentam Liv Moraes, Terezinha do Acordeon e Israel Filho. No domingo, Adiel Luna, Aluízio do Acordeon, Gennaro, Nando Cordel e Nádia Maia não vão deixar o candeeiro apagar. Quem quiser pode gastar a chinela…

Compartilhe

Censo: 11% dos alunos do ensino médio deixaram a escola

A evasão escolar no ensino médio chegou a 11% do total de alunos no período de 2014 a 2015. Segundo dados inéditos do Censo Escolar, na 1ª série do ensino médio 12,7% dos alunos deixaram a escola no período e na 2ª série a evasão foi de 12,1%. O 9º ano do ensino fundamental teve 7,7% de evasão e na 3ª série do ensino médio a taxa foi de 6,7%. A evasão é maior nas escolas rurais, em todas as etapas de ensino. O Pará tem a mais alta taxa de evasão em todas as etapas de ensino, chegando a 16% no ensino médio. Os indicadores de fluxo escolar na educação básica foram divulgados, pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação. O censo apontou também que a migração para a Educação de Jovens e Adultos é mais expressiva…

Compartilhe

Gestão Mais: Valores pra valer

Diante dos frequentes escândalos envolvendo a gestão pública, empresas privadas e de economia mista, um tema se tem apresentado de forma recorrente: as práticas flagradas incoerentes com os valores e códigos de ética empresariais declarados, seguidas de pedidos de desculpas que terminam ironizados pelos que deles tomam conhecimento. Essa realidade chama a atenção para a falta de efetividade desses documentos, normas e códigos. Na prática, imagens empresariais que levam anos ou décadas para serem construídas, terminam destruídas ou severamente prejudicadas em alguns dias ou horas por incoerências graves relativas aos valores empresariais explicitados. Para evitar esse destino desabonador, é recomendável a atenção a três pontos de modo a fazer com que os valores sejam, de fato, “prá valer”. 1. Os valores precisam ser poucos e simples para gerar o melhor e mais amplo entendimento possível, com maior potencial de internalização por todos os profissionais. É importante levar em conta que…

Compartilhe

contato

Os campos acima em destaque são necessários