Exclusivas

Foto: Tom Cabral

Na gravidez, enjoo sobra até para o marido

A gravidez além de proporcionar transformações visíveis no corpo da mulher, como o crescimento da barriga e momentos de felicidade com a chegada do bebê, pode provocar em algumas grávidas os indesejáveis enjoos. Entretanto, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que esse sintoma é mais comum do que se pensa: cerca de 3 milhões de brasileiras sofrem com náuseas e vômitos durante a gestação ocasionados por aversão a algum tipo de cheiro ou ingestão de alimentos. Segundo a obstetra do Hospital Memorial São José, Eva Miranda, o aumento do beta-hCG, hormônio da gravidez, é o principal responsável pelos enjoos, assim como outras alterações, no início da gestação, de hormônios como estrogênio e progesterona. Também pode ter como causa o déficit de vitamina B. “Esse sintoma é natural nos primeiros três meses, principalmente nas grávidas que têm níveis do hormônio hCG mais alto. Sendo assim, os enjoos,…

Compartilhe

Pixabay

Dia dos pais: 10 orientações para não se endividar

No domingo (13) se comemora o Dia dos Pais e, para demonstrar o amor, carinho e gratidão, muitas pessoas acabam presenteando a qualquer custo, mesmo sem ter dinheiro, correndo o risco de desequilibrar suas finanças por conta dessa data comemorativa. Um planejamento é fundamental nessa hora, pois é importante entender que não é o valor do presente que será capaz de demonstrar nossa gratidão, amor e carinho. "É claro que gostamos de ver o sorriso e a satisfação deles em receber algo que tanto queriam, no entanto, é preciso que se planeje para que isso aconteça da maneira correta e não que seja sinônimo de endividamento", alerta o educador financeiro Reinaldo Domingues. Muitos pais desejam ver os filhos bem e saudáveis, em todos os aspectos, inclusive no financeiro. Domingues explica que muitos pais e até mesmo os avós não tiveram a oportunidade de se educar financeiramente, e ele sugere que esse processo pode começar agora,…

Compartilhe

Pesquisa mapeia 34 variedades de feijões no Agreste Meridional

Você já imaginou poder saborear todos os dias um tipo diferente de feijão na hora do almoço? Enquanto estamos acostumados a comer apenas o carioca e o mulatinho ou vez por outra o preto dentro da feijoada, só no Agreste Meridional pernambucano foram mapeadas 34 variedades, com diferentes cores, texturas, tamanhos e sabores. Essa descoberta partiu de uma pesquisa realizada pelo extensionista rural do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) Pedro Balensifer, que desde 2012 faz esse inventário nas propriedades rurais familiares e bancos de sementes crioulas (sementes locais que são passadas de pai para filho, conservadas e manejadas por agricultores familiares). Provavelmente você nunca viu em nenhuma prateleira de supermercado o feijão fogo na serra (vermelho) ou não tenha experimentado em nenhum restaurante a variedade enxofre, com aspecto amarelo, ou o leite, que é bem branquinho. Os nomes são dados pelos próprios agricultores, que escolheram alcunhas ainda mais curiosas para…

Compartilhe

Noites em claro, dias sonolentos

Você é daqueles que custa a pegar no sono, fica rolando na cama, conta carneirinhos e nada de se entregar aos braços de Morfeu? Saiba que não está sozinho. Nada menos de um terço da população em todo o mundo sofre de insônia. A boa notícia é que esse mal – que atinge cada vez mais um número maior de pessoas – tem tratamento. A insônia, na verdade, é um sintoma, não uma enfermidade. Suas causas podem ser de origem orgânica, como o hipertireoidismo – doença hormonal que provoca falta de sono. Mas, grande parte das pessoas que passam a noite em vigília sofre de ansiedade, que pode evoluir para um quadro de depressão. Chamado de “mal do século”, o estado ansioso e depressivo disseminou-se na sociedade contemporânea, em razão do estilo de vida ocidental. “Tende a crescer o número de indivíduos com insônia porque a competição no trabalho é…

Compartilhe

Find Up faz a conexão entre os técnicos de informática e os usuários que necessitam dos serviços. Foto: Tom Cabral

Economia compartilhada cresce no Recife

Você já pegou um Uber para se deslocar pela cidade, assiste a filmes pelo Netflix ou já contribuiu com alguma vaquinha virtual nos crowdfundings? Seja bem-vindo à economia colaborativa ou compartilhada. Um modelo de negócio movido principalmente pela conexão entre as pessoas por meio das novas tecnologias de comunicação. A partir de plataformas digitais é possível conseguir o financiamento para um projeto social ou para uma startup, que dificilmente viria de uma instituição bancária. Também pode-se acionar um serviço de entrega por bicicletas ou alugar um quarto num apartamento para passar as férias, sem a necessidade de um intermediário. Esse foi substituído por empresas que não possuem bikes para fazer o delivery ou casa para alugar, mas oferecem plataformas para conectar o dono do veículo ou imóvel ao consumidor. Essa é uma nova lógica econômica que começamos apenas a experimentar suas possibilidades. Um estudo da escola de negócios IE Business…

Compartilhe

Oportunidades: 8 concursos com salários de até R$ 8 mil

Nesta semana a lista dos concursos com inscrições abertas recebeu dois novos editais: da Secretaria de Micro e Pequena Empresa Trabalho e Qualificação de Pernambuco (257 vagas) e da Prefeitura de Cedro (41 vagas). Ao todo são 536 vagas em disputa para cargos de diversos níveis de qualificação. Destaque para o Tribunal de Justiça de Pernambuco, um dos mais esperados pelos concurseiros e da Secretaria Estadual de Saúde. Confira abaixo o quadro de vagas e as informações referentes às inscrições e salários de cada seleção. Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação de Pernambuco (SEMPETQ) Vagas: 257 Oportunidades: Agente de intermediação de mão de obra, Intérprete de Libras, Psicólogo e Captador externo de vagas. Inscrições: Até o dia 20 de agosto pelo site: www.upenet.com.br Salários: Entre R$ 1.175,74 e R$ 2.700,00 Baixe o edital: Seleção do Sempetq Prefeitura de Cedro Vagas: 41 vagas Oportunidades: Médico clínico geral, técnico de enfermagem, técnico…

Compartilhe

Somos cidadãos da metrópole (por Francisco Cunha)

Infelizmente a Constituição Brasileira de 1988 esqueceu de reconhecer a instância federativa da metrópole. Ou seja, segundo a nossa Carta Magna, são três as instâncias federativas no Brasil: União, Estados e Municípios, cada qual com seus poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). E a metrópole, a cidade constituída de cidades, como fica? Um exemplo que todos conhecemos: o da metrópole da qual a cidade do Recife faz parte, junto com as cidades de Olinda, Jaboatão, Paulista e as outras 11 da chamada Região Metropolitana do Recife. Na verdade, trata-se de um conglomerado urbano contínuo cujas fronteiras municipais não conseguem conter os problemas que afetam o conjunto nem dar conta da sua gestão. Essa cidade metropolitana contínua que ultrapassa os limites municipais tem hoje uma população de mais de 4 milhões de habitantes, quase metade da estadual, e um PIB que deve estar próximo dos R$ 100 bilhões, o maior do Norte-Nordeste.…

Compartilhe

Brasil vence a Itália e conquista o Grand Prix

As meninas da seleção brasileira de vôlei conseguiram vencer a Itália por 3 sets a 2 e conquistaram a principal competição da modalidade em 2017. Apesar da renovação de quase todo o time, as comandadas de José Roberto Guimarães superaram a inexperiência e a instabilidade para chegar ao lugar mais alto do pódio. Tandara e Natália lideraram a equipe, que contou com destaque de algumas das novatas, como a ponteira Rosamaria e a meio-de-rede Bia. A partida final foi bastante equilibrada. As brasileira saíram na frente e foram alcançadas duas vezes pelas italianas (parciais de 26-24, 17-25, 25-22, 22-25), que forçaram uma decisão por tie-break (15-8). Igualmente como aconteceu durante toda a competição, as meninas passaram por altos e baixos na partida. Os apagões na partida se alternaram com grandes momentos do bloqueio e saque das brasileiras. Pelo lado italiano os destaques foram para a oposta Paola Egonu e para…

Compartilhe

Compartilhamento de bicicletas melhora trânsito nas grandes cidades chinesas

Para quem chega às megalópoles chinesas, como Pequim e Xangai, ou mesmo às cidades de menor porte, o fenômeno das bicicletas compartilhadas chama a atenção à primeira vista. Amarelas, azuis, laranjas, verdes, elas estão por todas as partes: calçadas, saídas das estações de metrô, de trem e rodoviárias, estacionamentos. Relatório divulgado pelo jornal oficial da China Diário do Povo no fim de julho mostrou que, no segundo trimestre deste ano, os índices de congestionamento nas principais áreas urbanas chinesas registraram redução, em média, de 8% em comparação com o mesmo período de 2016 , graças à popularidade das bicicletas compartilhadas. Em Pequim, os engarrafamentos diminuíram 4,1%. O estudo, elaborado pelo sistema de navegação AutoNavi em cooperação com o Ministério dos Transportes e a Universidade Tshinghua, apontou que as bicicletas compartilhadas mudaram os hábitos de deslocamento das pessoas, o que levou à redução no consumo de combustíveis. Integrado aos modais de…

Compartilhe

contato

Os campos acima em destaque são necessários