Paulo Caldas

Empresa aposta em Pernambuco como futuro Polo Cervejeiro (por Rivaldo Neto)

“O oceano Atlântico é um braço do Capibaribe”, quem já ouviu essa frase sabe bem que é uma citação genuinamente pernambucana. Ela retrata bem a forma como o pernambucano se olha e se encara. Tudo da gente tem a divertida mania de meio que “exagerar” com alguns fatos, e quem sou eu pra dizer que não? Até que porque, como pernambucano, eu concordo com tudo (rs). Pois, saibam de mais uma grandiosidade pernambucana: a primeria cerveja artesanal das Américas foi produzida em Pernambuco pelo mestre-cervejeiro Dirck Dicx, trazido pelo Conde Maurício de Nassau durante o domínio holandês. Pelo menos assim reza a lenda. É com esse pensamento Jadir Rocha, Ilceu Dimer e Luciano Fialho entraram nessa sintonia da pernambucanidade e apresentaram na última segunda, dia 18/09, na Beerdock de Boa Viagem, a Dimer e Fialho Consulting. Trata-se da primeira Consultoria com expertise no produto “Cerveja Artesanal”. [caption id="attachment_15010" align="alignleft" width="300"]…

Compartilhe

Divulgação

Marechal de Costas (por Paulo Caldas)

Ocultar é preciso. Ancorado na máxima da técnica literária “não revele; mostre”, entre outros tantos recursos que levam ao bem escrever, José Luiz Passos, pernambucano, professor de Literatura Brasileira e Portuguesa na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, que já concebera o elogiado Sonâmbulo Amador - vencedor do prêmio Bienal do Livro de Brasília e o cobiçado Portugal Telecom de literatura, além do Romance com Pessoas, sobre a dimensão moral dos personagens de Machado de Assis, trouxe à luz, no ano passado, Marechal de Costas (Alfaguara). No universo das palavras, no qual gravita com absoluta autoridade, José Luiz Passos revela com sutil descrição o perfil do protagonista Marechal Floriano Peixoto, a partir do trecho que escreve: “ele fecha os olhos e respirando a página, em seguida põe o livro sobre a cama”, aqui o gestual do protagonista na cena permite ao leitor intuir que Floriano também amava os livros. No…

Compartilhe

Divulgação

Cartão de visitas

A escrita primeira de Aline Menezes abraça a prosa poética. E chega sem pedir licença. Ela se anuncia com o cartão de visitas onde se lê: “vim para ficar”. Os textos que se apresentam neste “Outono” - Coleção Estações de Maria, pedem portas abertas para mais uma autora trazida no dorso das águas do Velho Chico. Aline reúne confissões, coisas intimistas, segredos em monólogo interior ou narrados na primeira pessoa, sentimentos traduzidos em metáforas originais, que aparecem ao longo do livro: “acordei submersa no meu choro”, em companhia de outros versos como: “lembra de lembranças não vividas” ambos vistos no texto “Segunda chance”. O livro é delgado, 80 páginas, porém denso, dono de uma densidade leve, amena que permite ao leitor tratá-lo como se breviário fosse, e ali posto para um deleite diário nas emoções trazidas por Aline. Em “Outono”, a autora caminha também pelas alamedas da poesia convencional: usa…

Compartilhe

Mário Rodrigues vence na difícil arte do conto (por Paulo Caldas)

Do solo pernambucano, fértil no germinar talentos, brota novo fruto. Mário Rodrigues mal aparece no cenário e já “belisca” o SESC de Literatura - 2016, um prêmio em nível nacional com o seu “Receita para se fazer um monstro” (Editora Record). Rodrigues vem de Garanhuns, canteiro onde amadureceram Luiz Jardim, Souto Dourado, os irmãos Maia Leite e outro Rodrigues, o renomado José Mário, integrante da consagrada Geração 65 de poetas pernambucanos, membro da Academia Pernambucana de Letras, além dos frutos de safras mais recentes, Fernando Dourado Filho, Nivaldo Tenório, Helder Herik e João Gratuliano. O livro revela um escritor em ascensão, hábil na condução do texto com foco narrativo na primeira pessoa, artifício que seduz o leitor para dentro de cada cena. Rodrigues agrega ainda outros recursos técnicos bem encaixados, contudo sutilmente ocultos. O tom é áspero, pontiagudo, dentre os quais se lê o texto de número quatro, do capítulo…

Compartilhe

contato

Os campos acima em destaque são necessários