Algomais Saúde

Divulgação

Saiba quais são as principais lesões causadas pela corrida

A corrida é um dos esportes mais democráticos que existem, por isso, também é a primeira escolha de quem quer perder peso. Para praticá-la, não é preciso fazer grandes investimentos, ou ir até um lugar específico, mas, apesar dessas facilidades, a corrida, assim como qualquer outro esporte exige orientação e acompanhamento de um profissional. “Praticar qualquer esporte sem o devido acompanhamento pode trazer prejuízos diversos para o esportista. No caso da corrida, as áreas do corpo mais afetadas são os joelhos, pernas, pés, tornozelos e coluna”, alerta o Dr. Nemi Sabeh Junior, coordenador do Centro Avançado de Medicina do Esporte, do Hospital Samaritano de São Paulo. O especialista explica que existem dois tipos de lesões. As lesões por sobrecarga são as mais frequentes nos corredores. “Normalmente, este tipo de problema ocorre por treino excessivo e sem preparo, falta de descanso e também a falta de força”, alerta o Dr. Nemi.…

Compartilhe

Pixabay

Obesidade infantil aumenta nas férias

As crianças estão em maior risco de ganhar peso durante as férias de verão, do que durante o ano letivo, de acordo com um novo estudo publicado no Obesity Journal. Os pesquisadores estudaram mais de 18 mil crianças, em creches, com cerca de dois anos, e descobriram que a obesidade aumentou apenas durante as duas férias de verão e não durante o ano escolar. Os resultados do estudo foram apresentados durante o simpósio Obesity Week, conferência anual da Sociedade de Obesidade, realizado no final de 2016. "Os educadores há muito tempo se preocupam se as férias de verão levam à perda do hábito de estudo. Agora, sabemos que o recesso também é um tempo de ganho de peso excessivo para os alunos mais jovens. Os resultados do estudo levantam questões para pais e gestores de políticas públicas sobre como ajudar as crianças a adotar comportamentos saudáveis durante as longas férias de…

Compartilhe

Lucilo Maranhão comemora 70 anos

Fundada em 1947, a Lucilo Maranhão Diagnósticos celebra 70 anos de atividades com novos planos. A clínica iniciou suas atividades em radiologia geral através do seu fundador, o médico radiologista Lucilo Maranhão. No começo oferecia exames de radiologia geral. Com o passar do tempo, seus dois filhos se formaram em medicina e decidiram se especializar na radiologia.  Norma Maranhão se dedicou a radiologia mamária, enquanto Ricardo se especializou em ultrassonografia. A Lucilo Maranhão Diagnósticos foi a pioneira na América Latina a receber o mamógrafo digital, que permite,  entre outros benefícios, a melhor avaliação de lesões mamárias, possibilitando o diagnóstico mais precoce do câncer de mama. Norma Maranhão também foi uma das primeiras profissionais do Brasil a realizar biópsia percutânea de fragmentos da mama guiados pela estereotaxia de lesões mamárias não palpáveis. Ricardo Maranhão, por sua vez, foi um dos primeiros profissionais de Pernambuco a utilizar o equipamento de ultrassonografia com Doppler Colorido, tecnologia inovadora que foi adquirida pela Lucilo Maranhão no início da…

Compartilhe

Pixabay

Emagrecer ajuda a engravidar

Controlar o peso com uma dieta equilibrada e atividade física pode ajudar as mulheres a engravidar, além de reduzir o risco de complicações durante a gravidez e desenvolvimento de doenças crônicas nos descendentes. De acordo com o estudo publicado na revista científica "Fertility and Sterility", mulheres que irão realizar tratamentos de reprodução humana, especialmente aquelas com IMC (índice de massa corporal) a partir de 35, devem ser orientadas a realizar uma dieta antes de iniciar o tratamento, para dessa forma terem mais chances de atingir o objetivo de ser mãe. De acordo com a especialista em reprodução humana do IVI Salvador, Genevieve Coelho, as pacientes dentro do IMC normal precisam tomar menos medicação hormonal para estimular seus ovários e a redução de peso em alguns casos pode ajudar para que a gravidez aconteça de forma natural sem tratamento. “Dependendo da paciente, a única coisa que está impedindo-a de engravidar é…

Compartilhe

Pixabay

Remédio para hepatite C tem ação contra zika

Estudo liderado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que o antiviral sofosbuvir, atualmente utilizado para tratamento da hepatite C, possui ação contra o vírus zika. O efeito foi observado em testes com diferentes tipos de células, incluindo células neuronais humanas, além de minicérebros, organoides produzidos a partir de células-tronco que reproduzem os estágios iniciais de formação do cérebro e são considerados um modelo para o estudo da microcefalia associada ao zika. A pesquisa apontou que o medicamento inibe a replicação viral, protegendo as células da morte provocada pela infecção. O estudo foi realizado por pesquisadores do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS/Fiocruz), Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Instituto de Tecnologia de Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz), Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Inovação em Doenças Negligenciadas (INCT/IDN) e consórcio BMK, formado…

Compartilhe

Nervosismo pode provocar úlcera. Mito ou verdade?

A instabilidade emocional induzida pelo estresse é capaz de aumentar significativamente a secreção ácida do estômago através da estimulação do nervo vago (um nervo que percorre uma grande parte do corpo humano, do cérebro até o abdômen). Isso pode produzir uma agressão na mucosa gástrica e causar inflamação. “O desenvolvimento da gastrite ou lesão da mucosa (úlcera) pode ser consequente dessa hipersecreção ácida, aliada a outros fatores locais responsáveis pelo dano da mucosa”, explica o cirurgião do aparelho digestivo, Tercio Bacelar, que integra a equipe do Hospital Esperança Recife. Em resumo, sim é verdade que nervosismo pode causar úlcera desde que associado a outros fatores.

Compartilhe

Para entender a dor de cabeça

Ter dores de cabeça é tão comum que 78% dos brasileiros afirmaram sentir o incômodo ao menos uma vez nos últimos três meses, de acordo com pesquisa do Ibope. Essa estatística vem preocupando os especialistas quanto ao diagnóstico da cefaléia e alertando a população sobre os riscos da dor. A Uninassau (Centro Universitário Maurício de Nassau) oferta. hoje, o minicurso Tipos de Dores de Cabeça. A atividade é gratuita e acontece dentro do Projeto Capacita, que visa a qualificação profissional e instrução da sociedade em diversas áreas. Desde uma pequena pontada, até enxaquecas que paralisam todas as atividades, o mal não tem idade para acontecer. São mais de 50 tipos conhecidos de dores e é necessário lembrar que o analgésico pode servir para o alívio imediato, mas, assim como nenhum medicamento deve ser tomado sem prescrição médica, é importante investigar quais os motivos pelos quais a cabeça vem doendo. A oficina…

Compartilhe

Pixabay

Dieta para pegar um bronze

Além de tomar alguns cuidados básicos para a exposição ao sol,muitas pessoas também querem ficar com a pele bronzeada. A dica de nutricionistas é ingerir alimentos, que contenham vitamina A e betacaroteno. A nutricionista Natalia Dourado, da Sanavita, explica que o pigmento betacaroteno pode ser encontrado em alimentos com cores alaranjadas, amarelas e vermelhas, como cenoura, beterraba, abóbora, mamão, manga e pêssego. “O pigmento auxilia na proteção e no bronzeamento natural da pele. Consumindo esses alimentos diariamente o organismo transforma o betacaroteno em vitamina A, que age diretamente no corpo prevenindo o envelhecimento precoce, dificuldades com a visão e câncer de pele”, enfatiza. A ingestão frequente desses alimentos ativa a melanina, pigmento que dá cor à pele, favorecendo a tão almejada cor de verão. “Existem inúmeras opções de receitas com esses alimentos e a recomendação é que sejam consumidas dentro das cinco porções de frutas, verduras e legumes recomendação diária destes…

Compartilhe

Foto: reprodução/internet

Brincar ao ar livre contribui positivamente para a saúde das crianças

Uma pesquisa recente mostrou que brincar ao ar livre não é apenas bom para a saúde das crianças, mas também incentiva a criatividade, as habilidades sociais e a resiliência. Os resultados, publicados no International Journal of Environmental Research and Public Health descobriu que as crianças que participam de atividades físicas, como escaladas e saltos, jogos em grupo e atividades de exploração sozinhas apresentam maior saúde física e social. Segundo os pesquisadores, os ambientes de brincadeira onde as crianças “podem correr riscos” aumentam o tempo de jogo, as interações sociais, a criatividade e a resiliência. Os resultados positivos refletem a importância de apoiar as crianças nas oportunidades de se arriscarem ao ar livre como um meio de promover a saúde e um estilo de vida ativo. “Playgrounds que oferecem elementos naturais como árvores e plantas, mudanças de altura e liberdade para que as crianças se envolvam em atividades de sua própria…

Compartilhe

contato

Os campos acima em destaque são necessários